O Beijo

Disperso na cidade de pedra,
tossindo o veneno cinza enferrujado do dia a dia
Vou vestido de sangue vermelho nos olhos
com toda a liberdade pra ser um prisioneiro
banho de sol…
um louco na camisa de força
num quarto apertado feito de prédios, trânsito e trem lotados.
Ódio, muito ódio.
Um beijo
foi do rosto em direção ao corpo todo
efeito em cadeia de suaves cores psicodélicas.
Alivio, certo alivio.

Bernardo Carvalho / Aluno – labirintomistico.blogspot.com.br

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s